Fajã da Caldeira do Santo Cristo

Grande Rota Santa Maria - Santa Maria

Trail Info

O Grande Trilho de Santa Maria percorre toda a ilha, numa extensão de 78 quilómetros circulares, transportando-o por zonas de interesse geomorfológico ao longo da mais antiga ilha dos Açores (+/- 8 MA). Durante o percurso, estas características tornam-se evidentes através de vários fenómenos de erosão e alterações do nível da água do mar, que conferiram à ilha algumas das suas particularidades, levando-o a visitar locais de incrível beleza cénica, didática e científica.

Ao nível da fauna e dada a localização do arquipélago dos Açores – Nordeste Atlântico – o mesmo funciona como um ponto de descanso/paragem para várias espécies de aves migratórias, que podem ser observadas ao longo do percurso.

Sempre que possível, aproveite as zonas balneares, dispersas pela ilha para relaxar e temperar forças, da mesma forma que os centros urbanos e rurais deverão ser utilizados para reabastecer de utensílios necessários à caminhada.

Ao longo do percurso existem pequenos desvios (devidamente sinalizados) que conduzem a miradouros com paisagens naturais deslumbrantes.

O percurso encontra-se dividido em quatro etapas, de aproximadamente 20 quilómetros cada. Deverá planear o percurso, de acordo com a sua condição física, interesse e disponibilidade. Existem, entre estações, locais próprios para pernoitar (Turismo em Espaço Rural e Albergues), uma vez que o campismo selvagem não é permitido.

Este percurso pedestre atravessa Zonas Protegidas e Reservas Naturais. É responsabilidade de todos, contribuir para a sua proteção, bem como assegurar a sua biodiversidade através da conservação deste habitat natural. 

 

 

Perfil

Informações

Categoria - Circular
Dificuldade - Médio
Extensão - 78 km
Tempo Médio - 28h30
Downloads

ETAPA 1 - VILA DO PORTO – CARDAL

Extensão: 16,5 km

Duração: 6h30

Inserido na Grande Rota de Santa Maria, o percurso entre Vila do Porto e a zona rural do Cardal corresponde a uma etapa com 16,5 quilómetros de extensão, ao longo da costa sul da ilha.

Inicie o percurso junto ao Forte de São Brás e ao sair da vila, desça para a Ribeira de São Francisco. O caminho prossegue em direção a Este,num plano ascendente, até à Pedreira do Campo, geossítio que visa a preservação e promoção desta singularidade geológica, paleontológica e vulcanológica.Aproveite este local para descansar e aprecie a vista da costa sul da ilha.

Daqui o percurso continua por terrenos agrícolas, rumo à Prainha e Praia Formosa, passando pelo Forno e Grutas do Figueiral.Nesta zona poderá observar as ruínas de dois fortes militares e a presença de fósseis marinhos.

Ao sair da zona balnear irá passar pela ermida de Nossa Senhora dos Remédios e daqui o percurso segue pelo caminho velho da Praia. Esta antiga passagem ascendente, liga a baía à freguesia de Santo Espírito.

O trajecto até à Malbusca, passa por caminhos rurais e alguns troços em estradas regionais, pelo que se aconselha prudência. Deste centro rural, siga junto à orla costeira, em direção à localidade do Barreiro da Piedade. Siga para a Ponta da Malbusca, com vista privilegiada sobre toda a costa sudoeste. O percurso desce, passando pela ribeira dos Maloás, um geossítio com uma impressionante formação geológica.Continue por caminhos agrícolas e à medida que se aproxima do final da etapa é possível fazer um desvio para apreciar a ermida de Nossa Senhora da Boa Morte. Siga a sinalética por caminhos de terra batida, zonas de mato e terrenos agrícolas até chegar ao Cardal.
 

ETAPA 2 - CARDAL - NORTE 

Extensão: 21,5 km

Duração: 7h30

Esta etapa, compreendida entre o Cardal e o lugar do Norte, desenrola-se por toda a costa Este da ilha, numa extensão de 21,5 quilómetros.

Siga pela estrada regional, em direção à Ponta do Castelo, passando pelo miradouro da Tia Raulinha. Prossiga pelo caminho de terra batida que o leva até à bifurcação para o farol de Gonçalo Velho, na Ponta do Castelo. Para além da possibilidade de visitar o farol (marcação prévia), neste local pode observar várias espécies de flora endémica, bem como fenómenos geológicos.

Daqui o caminho segue em direção a Norte, passando pela zona das piscinas naturais da Maia  e continua até à Lapa de Baixo, passando por um desvio para a Cascata do Aveiro. Depois de visitar a cascata, prossiga a marcha até encontrar um caminho agrícola. Ao avistar as ruínas de um moinho, estará nas imediações da freguesia de Santo Espírito.

No interior da freguesia, deverá procurar a rua do Museu e aqui encontrará uma passagem de terra batida para o Caminho do Pico. O percurso continua para Norte, passando pelas freguesias de Santo António, Azenha de Cima e finalmente Azenha de Baixo. O caminho até ao Miradouro do Espigão é de calçada e terra, lugar onde poderá desfrutar de uma vista imponente sobre a Baía de São Lourenço.

À saída do Miradouro, o caminho segue por entre pastos agrícolas, atravessando a ribeira do Salto em direção à Baía de São Lourenço. Desça a escadaria por entre vinhas e percorra toda a baía até encontrar o caminho de acesso à Fajãzinha em direção ao Barreiro. Após a subida, vire à direita e continue o percurso, na estrada regional, em direção ao Norte.

Saía da estrada regional, à direita, para o caminho de acesso ao miradouro das Pias (com vista sobre a baía de São Lourenço) e prossiga por esse troço,no sentido da Estação LOURAN.

Nesta fase do percurso é possível observar toda a costa Norte, juntamente com o ilhéu das Lagoínhas. Aqui o caminho atinge o final da etapa, no lugar do Norte.

 

ETAPA 3 - NORTE -BANANEIRAS 

Extensão: 16,5 km

Duração: 6h30

A etapa entre o Lugar do Norte e o lugar das Bananeiras desenrola-se pelo interior da ilha, ao longo de 16,5 quilómetros de extensão.

A partir do centro do Norte, siga a sinalética em direção à freguesia de Santa Bárbara, passando pelas localidades de Lagos, Poço Grande e Boavista.

Já no interior da localidade e depois de passar a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, vire à esquerda até encontrar a escola primária. Aqui opte pela rua que sobe até encontrar um caminho de terra que irá ter à estrada regional. A partir deste ponto, siga à direita em direção ao Poço da Pedreira, um geossítio nas imediações do Pico Vermelho.

Seguindo a sinalética no sentido Sul, passe pela localidade do Arrebentão e ao entrar no lugar do Forno, desça por um caminho pedonal até à Ribeira do Salto, onde se vislumbra a cascata de Cai’Água.

Ao encontrar um fontanário, siga rumo a Oeste, por um caminho de terra que liga à localidade de Cruz dos Picos. Siga para Norte na estrada regional até chegar ao Pico Alto, ponto mais alto da ilha com 587 metros de altitude e rico em vegetação endémica.

Neste ponto encontrará uma escadaria em terra que desce em direção à zona da Caldeira. Esta parte do percurso atravessa uma área florestal onde se encontra um marco geodésico com vista privilegiada sobre a freguesia de São Pedro.

O percurso desce em direção à estrada regional e ao chegar ao cruzamento com a mesma, deverá optar pelo caminho à sua direita. Este troço final, passa por terrenos agrícolas e florestais, terminando num fontanário, junto à estrada que conduz até à localidade das Bananeiras, local onde se finaliza a etapa.

 

ETAPA 4 - BANANEIRAS - VILA DO PORTO

Extensão: 23,5 km

Duração: 8h00

Esta etapa, compreendida entre o lugar das Bananeiras e o centro histórico de Vila do Porto, desenrola-se por toda a costa Oeste da ilha, numa extensão de 23,5 quilómetros.

Saia das Bananeiras em direção à Baía do Raposo. Neste geossítio, pode visitar as ruínas de duas azenhas, a levada que os alimenta e um lagar pertencente à cultura vinhateira do local.

Continuando para Oeste, irá encontrar mais um geossítio – Barreiro da Faneca, local da última fase eruptiva da ilha onde predominam as argilas de cor avermelhada. Nesta fase do percurso, sobre terreno árido, existem vários desvios com acessos a miradouros sobre a costa norte, destacando-se o miradouro da Ponta do Pinheiro e o da Baía da Cré.

Chegando ao final desta zona árida, o percurso leva-nos a subir o Monte Gordo, local onde existe uma vigia de baleia. Daqui sobe-se à Ponta dos Frades, continuando depois em direção aos Anjos. Nesta fase caminhe paralelamente à Ribeira dos Lemos, até chegar à estátua de Cristovão Colombo, no centro da localidade.

Contorne a Baía dos Anjos pelos terrenos agrícolas circundantes e inicie a descida para a praia de calhau. Desfrute desta zona balnear e siga em direção ao porto de pesca e continue para a Ribeira do Capitão. Ao longo de um caminho de terra batida irá avistar a baía dos Cabrestantes e à medida que avança começará a surgir no horizonte o Aeroporto. Esta parte do troço realiza-se num caminho circundante, entre a orla costeira e a vedação do aeroporto (lado sudoeste).

Ao atingir o fim do aeroporto, siga para a foz da Ribeira Seca, onde entrará numa área protegida com vista privilegiada para o ilhéu da Vila. Daqui siga junto à orla marítima até à Ponta do Malmerendo.

A parte final do percurso é feita contornando a encosta, donde é possível avistar o porto comercial e o centro da Vila. O caminho de terra continua, sendo interrompido pela estrada de acesso à zona industrial, prosseguindo em direção ao centro histórico da Vila.